Empresa de marketing, usa aromas para fortalecer marcas

Empresa de marketing, usa aromas para fortalecer marcas
5 (100%) 101 votes

Tem loja que seduz o cliente pelos olhos – vitrines bem montadas, decoração caprichada. Outras, pelo preço. Outras ainda, por programas de fidelidade. Uma empresa de São Paulo está investindo num chamariz menos explorado: o cheiro.

É importante envolver o consumidor em todos os sentidos. Cientificamente falando, o olfato é o sentido mais marcante do ser humano, tanto que quando uma pessoa sente um aroma novamente, é capaz de reviver todas as emoções sentidas anteriormente. Associar uma boa lembrança ou uma sensação agradável é uma forma de criar uma diferenciação extraordinária para a marca.
“Devido à sua comprovada influência na decisão de compra do cliente, por atrair o interesse e aumentar a simpatia pela marca, produto ou serviço, o marketing olfativo está ganhando espaço e tem sido cada vez mais procurado por grandes marcas.”, afirma Yasmin Esperanza, gerente de marketing da Cheiro Bom, empresa que dá consultoria e vende produtos na área.

Os americanos foram os primeiros a fazer do aroma um aliado, usando-o para manter os apostadores mais tempo diante das mesas de jogos nos cassinos de Las Vegas, ainda na década de 70.
Aromatizando o ambiente é possível estimular o bem-estar do consumidor e a qualidade do ar, transformando o ambiente em um lugar mais agradável. Assim, aumenta-se o tempo de permanência do cliente no local e estimula-se o desejo de consumo. Quanto maior a permanência do cliente na loja, maior a probabilidade de compra. Uma fragrância, em harmonia aos demais elementos que compõem a atmosfera (ambientação, elementos visuais, sonoros e táteis), proporciona uma melhor experiência de consumo, fortalecendo a lembrança positiva sobre a marca.

Uma boa composição olfativa é capaz de atrair a atenção do cliente, podendo aumentar o tráfego no estabelecimento, o tempo de permanência, despertar a fome e até a libido. Utilizando- se da aromatização para atrair o interesse dos consumidores e aumentar a simpatia pela marca, produto ou serviço, o Marketing Olfativo conquista e consolida o consumidor, que se sente bem e confortável, permanecendo no local.

“Uma pesquisa comportamental feita na Alemanha concluiu que o uso de fragrâncias aumenta o tempo de permanência da pessoa no ponto-de-venda em 15,9%, em média; A probabilidade de compra em 14,8%; E as vendas reais em 6%.”

A Cheiro Bom desenvolve um aroma que mais se identifique com a sua marca baseando-se em informações do público-alvo (sexo, idade, estilo) e a sensação que ele se espera passar. Com base nisso, montamos um projeto de recomendação, sugerindo algumas essências que atendam a esse objetivo.

Com 4 sistemas de aromatização que atendem espaços pequenos como lojas, até shopping e grandes estabelecimentos.
Um deles funciona por ventilação e comporta até seis fragrâncias – assim, o cliente pode criar sua própria combinação. É mais indicado para ambientes de até 120 m2.
Já o aromatizador por aerossol é para lugares menores, de até 30 m2, e pode ser programado eletronicamente para borrifar em intervalos fixos. O nebulizador de aromas que é indicado para lugares mais delicados, como lojas e recepções, e pode ser utilizado através do ar condicionado central.

Sândalo, um cheiro bom para a alma e a saúde

Sândalo, um cheiro bom para a alma e a saúde
5 (100%) 110 votes

As propriedades medicinais do sândalo

Na aromaterapia, o óleo essencial de sândalo é recomendado para acalmar a mente e a agitação e ansiedade, sendo muito útil em casos de depressão. Sua ação aromaterápica tem a ver com a função de estimulante do sistema nervoso central e, ao mesmo tempo, calmante dos estados de excitação por conta do aconchego, quase um abraço seguro, que nos traz ao usá-lo.

Longevidade e bem estar, fortalecimento do sistema imunológico e restabelecimento da conexão espiritual da alma com o ser, são outros dos benefícios que você pode usufruir ao usar o sândalo.

– OE Sândalo: é calmante e combate estados depressivos, medos e insônia. Estimula o sistema imunitário, combatendo infecções e dores de garganta.carro-e-tomada

Como introduzir o Marketing Olfativo em sua empresa?

Como introduzir o Marketing Olfativo em sua empresa?
5 (100%) 111 votes

Para aderir é essencial definir o cheiro que será característico da marca, respeitando os valores da empresa junto ao seu público alvo. Em seguida, vem a aplicação estratégica.

É de conhecimento geral que o Marketing vem se tornando fundamental na busca de melhores resultados comerciais e ampliação de perspectivas de negócio inovadoras. A novidade é que temos no Brasil o Marketing Olfativo, que busca ganhar a preferência do público pelo sentido do olfato. Essa ferramenta, não tão nova assim, atrai pelos aromas associados à marcas, serviços e produtos. Mas, então, qual é o cheiro da sua marca?

Para aderir ao Marketing olfativo é essencial definir o cheiro que será característico da marca, respeitando os valores da empresa junto ao seu público alvo. Em seguida, definir a aplicação estratégica do aroma junto a uma consultoria especializada a fim de alcançar os melhores resultados.

É importante frisar que o Marketing sensorial de experiências proporciona resultados a curto, médio e longo prazo. Além de influenciar no momento da compra, a fidelização do aroma à marca, criando um vinculo com o cliente, é conquistada com o passar do tempo. Mas o seu ambiente é propício para vendas?

Outro ponto interessante é o ambiente. Mesmo que os produtos estejam em embalagens completamente fechadas, ainda é possível despertar o interesse olfativo de seu público valendo-se de ferramentas estratégicas de marketing sensorial e venda.

Nesse sentido, empresas que trabalham com produtos feitos na hora possuem vantagem. Estudos apontam que padarias que passaram a exalar o cheirinho de pão fresco e outros assados nos seus espaços comerciais tiveram um aumento de 60% no volume de vendas.

O cliente muitas vezes chega com pressa, querendo apenas comprar algo rápido, mas quando se deixa envolver pelo cheiro de determinados alimentos e tem seus sentidos despertados, não hesita em consumir mais que o planejado inicialmente.

Diante disso, observamos que nosso apetite pode ser aguçado diante de aromas agradáveis. Em caso de lanchonetes e similares, é válido buscar que seus clientes consumam no próprio ambiente. Assim, o cliente tende a ficar mais tempo exposto aos cheiros do local e, consequentemente, além de criar um vínculo ainda mais forte com a marca, são induzidos a consumir mais.

Aromas que Vendem
Segundo estudos recentes, 83% das formas de propaganda possuem apelo predominantemente visual e auditivo. Sendo assim, observa-se uma grande deficiência nas abordagens com apelos sensoriais olfativos. Adotar essa estratégia de venda é um diferencial na busca pela atração e fidelização do público.

Os Estados Unidos e o Japão, países pioneiros na aplicação do Marketing olfativo, são as nações que mais têm investido na busca de conquistar o público através dos aromas. Diante disso, têm alcançado resultados positivos – até mesmo salas para a aula de música são trabalhadas com foco na fragrância que irão adotar.

O exemplo mais conhecido é o cheiro característico de carro novo. Muitas concessionárias valem-se do aroma associado a este conceito no momento de fidelizar a venda, explorando um recurso sensorial disponível neste ramo específico. Em cada segmento é primordial buscar as ferramentas disponíveis no momento de conquistar o consumidor.