Marketing Olfativo, fragrâncias que alavancam vendas.

Marketing Olfativo, fragrâncias que alavancam vendas.
5 (99.82%) 112 votes
Imagem
Marketing Olfativo

Ações que envolvam essências podem ser usadas em diversos momentos, deixando o limite por conta da criatividade de quem criou.

Ele pode ser usado de maneira bastante ampla, em produtos, material gráfico a ser distribuído no PDV ou em ações de marketing direto, em anúncios publicitários em revistas, em gôndolas de supermercado, destacando uma marca ou categoria, na porta da loja ou, até mesmo, na loja toda, fazendo parte da ambientação e da experiência com a marca.

O marketing olfativo é totalmente assertivo, quando desenvolvido com planejamento e utilizando profissionais especializados para o desenvolvimento dos aromas que realmente tenham impacto no público-alvo.

Mas, não basta sair espirrando determinada essência que agrade, por exemplo, o olfato do dono de uma loja.

Por trás da escolha de um cheiro, há uma série de fatores que são levados em conta. Eles vão desde a mensagem que quer ser passada até as estratégias de vendas embutidas.

Por exemplo, o aroma da camomila é muito confortante, mas não poderia ser aplicada em uma ação de vendas de carro. O cliente não estaria sendo estimulado a adquirir um veículo, pelo contrário, ele iria querer correr para casa e descansar no sofá.

Existe um case do neurologista norte-americano Alan Hirsch, onde desenvolveu um estudo que comprova a influência dos aromas.

Nos estudos junto aos cassinos americanos, o neurologista conseguiu aumentar em mais de 50% o volume de apostas.

Ele monitorou o volume de dinheiro apostado em três áreas diferentes do Cassino, em três finais de semana, constatando que a introdução de uma fragrância no ambiente proporcionou o crescimento de 41,5% nas apostas. Aumentando a intensidade da fragrância, este índice chegou a 53%.

E indo mais além, aplicado em lojas de varejo, aumentou em 25% as vendas de sapatos e em 12% o consumo de soda limonada em lanchonetes de fast food.

Mas isto não acontece com cases de sucesso americano, aqui no Brasil temos um exemplo clássico.

Uma ação no período da Páscoa, em uma grande rede de chocolataria, liberava a cada meia hora o aroma do cacau nas lojas. O cheiro de chocolate que ficou no ar refletiu diretamente nas vendas de ovos de Páscoa. Em uma semana de projeto piloto, a rede viu a procura pelo produto subir mais de 20% em relação ao período correspondente no ano anterior.

Sorria, você está sendo pego pelo próprio nariz

Sorria, você está sendo pego pelo próprio nariz
5 (100%) 100 votes

Imagem

Aquele cheiro delicioso que você sente ao passar na porta de uma loja em um determinado shopping não é por acaso. Também não é por acaso aquele cheiro de pão fresquinho, que acabou de sair do forno, toda vez que você entra em um supermercado.

Qual o objetivo?

Atrair você, eu, e o maior número de pessoas. E não é só atrair não.

Ele tem como objetivo também conquistar, consolidar e aumentar a empatia do público com a empresa ou com o produto. Além de torná-lo mais sensível, todos memorizam o seu produto ou loja ligando-o diretamente às emoções agradáveis produzidas pelos efeitos do aroma.

O que acontece neste caso, é que a ação de sentir aquele cheiro evoca boas sensações que você já teve ou sente naquele momento, e essa sensação boa e tranquila leva você a ficar mais propenso a comprar ou em apenas ficar mais tempo dentro do local aromatizado.

E quem esquece fácil um cheiro bom? Difícil.

Tem pessoas, por exemplo, que você não vê, mas sabe que passou por ali simplesmente pelo cheiro ela deixou. É bem marcante mesmo.

Uma fragrância chama positivamente a atenção, causa uma boa impressão ao local, reforça os atributos de um produto ou marca, dá uma assinatura olfativa a um empreendimento, a uma etiqueta ou a uma marca, cria uma atmosfera olfativa em conjunto com as cores, sons, texturas, etc.

Se você sair por aí em lojas ou shoppings e começar a sentir agradáveis aromas, sorria, você está sendo pego pelo próprio nariz.

Aromatização em Clínicas e Consultórios

Aromatização em Clínicas e Consultórios
5 (100%) 102 votes

Imagem

Clínicas e consultórios odontológicos já estão utilizando a aromatização de ambientes para melhorar o bem-estar de todos os envolvidos nos serviços.

Os objetivos vão desde estimular a concentração e aumentar a produtividade do funcionário até proporcionar um ambiente acolhedor e agradável aos seus clientes.

O olfato é um sentido pouco explorado nas clínicas e consultórios odontológicos, pois a grande maioria não tem conhecimento da sua importância. E muitos profissionais não se preocupam em buscar uma solução para deixar os cheiros característicos da odontologia, como o Eugenol, o mais longe do olfato dos clientes.

Além dos estímulos visuais, auditivos, táteis e gustativos, capazes de criar um diferencial emocional em qualquer clínica ou consultório odontológico, a estratégia do momento é conquistar o cliente pela emoção olfativa.

Para aplicar esta ferramenta na sua clínica ou consultório é importante conhecer muito bem o seu negócio e traçar o perfil do público-alvo para escolher o aroma adequado. É importante destacar que a aromatização de ambientes não serve apenas para deixar o ambiente cheiroso. Além de neutralizar odores ruins e deixar um aroma agradável, a aromatização trabalha positivamente a percepção olfativa do cliente.

Com a aromatização de ambientes é possível:

– Criar uma identidade olfativa;
– Criar um vínculo emocional com o cliente;
– Agregar valor e diferencial ao serviço;
– Melhorar o humor dos clientes e funcionários;
– Aumentar a atenção de todos os envolvidos no serviço;
– Proporcionar bem-estar e relaxamento;
– Deixar o ambiente agradável e acolhedor;
– Criar uma atmosfera sofisticada, valorizando o serviço e o profissional;
– Criar um ambiente alegre e descontraído;
– Estimular a vontade do cliente em realizar novos tratamentos;
– Aumentar a vontade de permanência na clínica/consultório.

O que é Marketing Olfativo

O que é Marketing Olfativo
5 (100%) 100 votes

Marketing Olfativo

Uma das técnicas mais sofisticadas do marketing sensorial, capaz de estimular e transmitir valores aproveitando o sentido do olfato, um dos sentidos com maior impacto na memória. Uma fragrância simples é capaz de nos transportar para lugares distantes em nossa memória. Para mais informações entre em contato com a Cheiro Bom – Marketing Olfativo